Setembro amarelo – sinais de alerta podem salvar vidas

prevencao-suicidio

Setembro amarelo é conhecido mundialmente como o mês de prevenção ao suicídio. Essa campanha foi criada no Brasil pelo Centro de Valorização da Vida em 2015.

A cor amarela representa a valorização da vida. Portanto, mesmo que o assunto deva ser discutido durante o ano todo, é em setembro que o tema é reforçado e trabalhado por diversas instituições.

No Brasil, o suicídio ocupa o quarto lugar no ranking de causas de mortes mais comuns entre os jovens. Além disso, a cada 40 segundos uma pessoa se mata em algum lugar do mundo.

Segundo a OMS, o suicídio é a segunda causa mais comum de morte em pessoas com idade entre 15 e 29 anos. Só no Brasil, 32 pessoas morrem por dia tirando a própria vida.

Por que setembro amarelo?

O casal Dale Emme e Darlene Emme foram os responsáveis por dar o pontapé inicial a campanha de prevenção ao suicídio. Mike Emme, filho do casal, se matou com 17 anos, em 1994. O jovem era reconhecido por ser muito caridoso e hábil em mecânica. Aliás, ele até restaurou um Mustang 68 e o pintou de amarelo.

Como o jovem era apaixonado pelo carro, passou a ser chamado de Mustang Mike. Entretanto, ninguém conseguiu reconhecer os sinais que Mike dava de que queria acabar com a própria vida. Posteriormente, em seu funeral, uma cesta com cartões e fitas amarelas estava ao alcance de todos que quisessem pegar um cartão.

A ideia veio dos amigos de Mike. Os 500 cartões com fitas amarelas tinham um recado para quem pegasse: “se você precisar, peça ajuda”. Os cartões chegaram a todos os cantos dos Estados Unidos e, surpreendentemente, os pedidos de ajuda começaram a surgir.

Por fim, a fita amarela acabou se tornando símbolo do programa que ajuda aqueles que querem tentar suicídio a buscar ajuda. Em 2003, a OMS declarou que dia 10 de setembro seria o Dia Mundial da Prevenção do Suicídio e a cor do carro de Mike tornou-se a escolhida para representar o movimento.

Onde buscar apoio?

Além de psiquiatras e terapeutas, o Centro de Valorização a Vida – pode ser o primeiro passo para quem busca ajuda. O CVV é uma organização filantrópica e sem fins lucrativos, ou seja, seu objetivo é apenas dar apoio emocional para quem está sofrendo com pensamentos suicidas. Foi o CVV quem criou o setembro amarelo, em 2015.

Para pedir ajuda é só ligar 188. O atendimento é feito de forma anônima por voluntários que guardarão sigilo sobre a pessoa. Além disso, também é possível receber atendimento pelo chat do site https://www.cvv.org.br , por e-mail ou em um posto de atendimento físico.

Cuidando de quem traz resultados, pessoas!