Dia Mundial do Coração

Dia mundial do Coração

Má alimentação e falta de exercícios físicos comprometem a saúde do coração.

O Dia Mundial do Coração é celebrado todo dia 29 de setembro, com o objetivo de conscientizar a população sobre os problemas cardiovasculares que podem aparecer em qualquer idade. A data incentiva a mudança no estilo de vida, fazendo com que as pessoas parem para pensar e comecem a adotar hábitos mais saudáveis de alimentação e a praticar exercícios.

Dados da OMS (Organização Mundial da Saúde) mostram que as doenças cardiovasculares são as principais causas de morte no Brasil, são cerca de 330 mil óbitos por ano. As quatro doenças que mais matam são o infarto agudo no miocárdio, a doença vascular periférica, o acidente vascular cerebral e a morte súbita.

Essas doenças acontecem, principalmente, devido ao estilo de vida da pessoa, que inclui sedentarismo, consumo de alimentos gordurosos, ritmo de vida acelerado, tabagismo e obesidade.

A melhor forma de prevenir ou adiar o aparecimento de doenças cardiovasculares é levar uma vida saudável. Os cuidados começam com a alimentação que deve priorizar vegetais, gordura vegetal, frutas e cereais. O sal em excesso é muito perigoso, especialmente para quem tem pressão alta.

Praticar exercícios físicos com regularidade é outro fator importante para cuidar da saúde do coração. A atividade física beneficia o controle da pressão arterial, do colesterol e também da glicose, além de ajudar a emagrecer.

Por último, mantenha distância do cigarro. Um dos órgãos mais afetados com esta prática é o coração. Ele eleva a pressão arterial e a frequência cardíaca, que sobe até 30% durante as tragadas.

Dicas para manter um coração saudável:

  • Procure manter uma alimentação equilibrada, evitando gorduras saturadas. Prefira frutas e vegetais e a ingestão de peixe, pelo menos, duas vezes na semana.
  • Pratique atividade física regularmente.
  • Fique longe do cigarro.
  • Controle sua pressão arterial, o colesterol e a glicose.
  • Visite um médico pelo menos uma vez ao ano para controlar os fatores de risco cardiovasculares.
  • Ao sentir qualquer tipo de dor no peito, palpitação e falta de ar, procure um médico.

 

Cuidando de quem traz resultados, pessoas!