Campanha Maio Roxo busca conscientizar sobre doenças inflamatórias intestinais

colite

Neste mês de maio é realizada a campanha de conscientização conhecida como Maio Roxo. O objetivo é levar informação para a população brasileira acerca dos perigos de algumas doenças inflamatórias como o Mal de Crohn, a Colite Ulcerativa e o Lúpus.

Estas doenças não possuem ainda uma causa definida, mas a influência de fatores externos e a predisposição genética seriam possíveis explicações para o surgimento das mesmas.

Por serem consideradas doenças incomuns e não possuírem o risco de desencadearem uma epidemia, recebem pouca atenção dos veículos de imprensa que poderiam fazer uma ponte entre uma comunidade formada por médicos e pacientes que desejam falar sobre o tema.  Esse desconhecimento, por sua vez, é a principal causa de muitas pessoas conviverem diariamente com alguma doença inflamatória sem terem ideia de que apresentam os sintomas, levando a diagnósticos mais tardios.

Por estes motivos diversos grupos que pesquisam e buscam combater as doenças inflamatórias no Brasil realizam todos os anos o Maio Roxo, uma campanha onde durante todo mês de maio buscam levar informações para a população e permitir que todos que sofrem com estas doenças possam buscar formas de tratamento e viverem de maneira mais saudável.

A estimativa dos organizadores do Maio Roxo é que, em todo mundo, 5 milhões de pessoas vivam com a doença de Crohn e a Colite ulcerativa.

Sintomas

A doença de Crohn e a Colite ulcerativas afetam diretamente o sistema digestivo e fazem com que o tecido intestinal se tome inflamado, provocando feridas e sangramento facilmente. Ambas as doenças, segundo os organizadores do Maio Roxo, causam impacto tremendo no bem-estar físico e emocional do paciente.

Os pacientes com Mal de Crohn e Colite Ulcerativa podem apresentar os seguintes sintomas: artrite, aftas, inflamação na região dos olhos, vermelhidão nas pernas, diarreia, cólica abdominal e febre. A doença seria então dividida em três níveis diferentes: leve a moderada, moderada a grave e grave fulminante.

Já quanto ao lúpus os sinais mais frequentes são: mal-estar, febre, fadiga, emagrecimento e falta de apetite, além de dor articular ou muscular leve e manchas vermelhas na pele. Pacientes com lúpus também podem vir a desenvolver artrite.

Cuidando de quem traz resultados, pessoas!