A importância do aleitamento materno

Smiling happy beautiful mother breastfeeding her baby infant

O leite materno é o melhor e mais completo alimento para o bebê. Além disso, ele fortalece o sistema imunológico da criança, protegendo-a contra muitas doenças.

Recomenda-se que até o sexto mês de vida, o bebê seja alimentado exclusivamente de leite materno. Após este período, a amamentação deverá ser complementada por outros alimentos.

A amamentação traz muitos benefícios não só para o bebê como também para a mãe. Os principais benefícios para a mãe são: redução mais rápida de peso após o parto, melhor recuperação do tamanho normal do útero, diminuição do risco de hemorragia e anemia após o parto, redução do risco de doenças como o diabetes e o câncer de mama.

A amamentação é um momento exclusivo entre mãe e filho, por isso, é sempre bom que ocorra de uma forma tranquila e prazerosa. Abaixo, seguem algumas dicas que contribuem com este processo:

  • Como nos primeiros meses o bebê não tem um horário para mamar, amamente-o sempre que ele pedir.
  • Antes de amamentar, lave bem as mãos.
  • Respeite o ritmo de mamar de seu bebê, deixe-o mamar até que fique satisfeito.
  • Deixe que primeiro ele esvazie bem uma mama, para só depois oferecer a outra, isto se ele quiser.
  • O leite do fim da mamada é mais rico em gordura, sendo assim, satisfaz mais o bebê e o ajuda a ganhar mais peso.
  • Comece sempre a amamentar com aquela mama que terminou a última mamada, pois assim o bebê poderá esvaziar as duas mamas, o que é importante para que a mãe tenha bastante leite.

Algumas vezes ocorrem dificuldades na amamentação, como, por exemplo, rachaduras no bico do seio. Isso ocorre quando a criança não está pegando bem o peito da mãe, por isso, é importante corrigir a pega do bebê sempre que esta estiver errada.

Sempre que o seio estiver muito cheio a ponto de dificultar a amamentação, é importante que se retire um pouco de leite antes, pois, com esta ajuda, o bebê mamará com mais facilidade. Caso não haja melhora, é recomendável procurar ajuda em um serviço de saúde.

Outras dificuldades como seios empedrados e pouca quantidade de leite também podem ocorrer. No primeiro caso, a mãe deve esvaziar bem os seios e não deixar de amamentar, deve, inclusive, aumentar a frequência das mamadas, amamentando também à noite. É aconselhável que tire um pouco de leite antes de dar de mamar, pois isto ajuda a amolecer a mama e facilitar a pegada do bebê.

Com relação a pouca quantidade de leite, é aconselhável que a mãe amamente com frequência deixando o bebê esvaziar bem o peito durante toda a mamada.

Cuidando de quem traz resultados, pessoas!